Licor a bebida favorita das Mães

Licor

Licor

O Licor é uma das bebidas preferidas pelas mulheres e consequentemente pelas mães. Particularmente é a bebida favorita da minha mãe, e como hoje é o dia dela resolvi falar um pouco sobre esta bebida.

Licor é uma bebida alcoólica doce, geralmente misturada com frutas, ervas, temperos, flores, sementes, raízes, cascas de árvores ou ainda cremes. O termo vem do latim liquifacere, liquefazer, dissolver.

Historia do Licor

Um pouco da história do Licor

destilação da água com líquidos aromáticos é conhecida desde a Antiguidade. Pensadores como HipócratesGaleno e Plínio escreveram sobre o assunto. Mas somente em 900 a.C. os árabes inventaram a produção do álcool por meio da fermentação. É improvável, entretanto, que isto tenha ocorrido com cereais fermentados no Norte da Europa, pouco depois dos árabes.

A produção de licor aconteceu depois. No início, só adocicavam álcoois aos quais, grosseiramente, adicionavam xaropes e ervas (estas, tanto para dar gosto quanto para fins terapêuticos).

Os italianos sofisticaram a produção de licor. A rainha Catarina de Medicis, em visita à Itália, levou algumas receitas para a França. Luís XIV, apreciador da bebida, deliciava-se com um licor de âmbar e grãos de anis, canela e almíscar.

Tipos de Licor

  • Licores a base de plantas
  • Licores a base de flores
  • Licores a base de fruta
  • Licores a base de cascas de arvores
  • Licores a base de raizes
  • Licores a base de sementes
  • Licores a base de natas e açúcar

Modos de fabricação de Licor

Por destilação

Destilação por álcool: É um processo, normalmente, executado num pequeno alambique de cobre. O agente aromático é embebido em álcool por algumas horas e colocado no alambique, onde lhe é adicionado álcool.Desta destilação apenas uma parte do licor destilado é aproveitada, voltando o resto a ser redestilado em nova «Jornada».

Destilação por água: Este método é usado para ervas e flores muito delicadas. São embebidas em água e só depois se procede à sua destilação suave, em alambique. Este procedimento permite preservar os aromas. A esta água destilada e aromática junta-se álcool puro (espirituoso).

Infusão/Maceração

O processo de infusão pode ser feito a frio ou a quente. Quando é feito a frio as frutas são esmagadas e colocadas num recipiente de água fria por um período de tempo que pode ir até um ano. Após este período o líquido é filtrado e adicionado a álcool neutro.

As fases deste processo de fabrico:

a) Homogeneização
b) Repouso (em recipiente de vidro por algumas semanas)
c) Refrigeração
d) Filtragem (através de carvão ou outros sistemas)
e) Engarrafamento.

Extractos ou Essências

É o método mais usado no fabrico dos licores por ser mais económico e prático. Talvez, por isso, a qualidade destes licores seja inferior a de outros obtidos por processos diferentes.

Nos licores fabricados por este processo entram os seguintes elementos: água, álcool, açúcar, essências, corante.

Adição de Natas

Este tipo de licor apareceu recentemente. Embora o creme (natas) já fosse usado em imensas composições de bar, só a partir do ano de 1975 a firma irlandesa R.A. Bailey aperfeiçoou a técnica de combinar um espírito com as natas sem que estas azedassem. Como resultado desta experiência apareceu o famoso Bailey Irish Cream.

licor

Como fazer Licor de chocolate

Ingredientes:

  • 200 ml de água fervente
  • 50 g de chocolate meio amargo picado
  • 1 xícara (chá) de chocolate em pó
  • 100 g de açúcar
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa de baunilha
  • 150 ml de conhaque/ rum/ ou uísque

Modo de preparo: 

  1. Colocar no liqüidificador primeiramente os 3 primeiros ingredientes, bater
  2. Acrescentar os outros ingredientes
  3. Bater bem
  4. Deixar descansar durante 5 dias
  5. Manter fora da geladeira

Por Alex Vieira

Veja Também:

Rum, a bebida com a maior combinações de drinks

Tequila a bebida mexicana mais vendida no mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *