Degustar pratos acompanhados de Cerveja Artesanal propicia novos sabores

Degustar

A experiência de degustar acompanhado de cervejas artesanais

Degustar alimentos acompanhado de vinhos já era uma prática muito conhecida e prazerosa, agora com o bum das cervejas artesanais a explosão de sabores aumentou ainda mais.

Combinar desde petiscos, passando por pratos elaborados até sobremesas é uma experiência capaz de aguçar os sentidos, e de tornar o momento da degustação muito mais que prazeroso. 

Veja Também:
+Cervejas Europeias em sua arte e irresistível sabor
+Tequila é fitness e pode ajudar a emagrecer segundo estudo americano
+Empada de Frango feita com massa na Cerveja

De acordo com especialistas, as opções são bem amplas e podem surpreender o paladar – a princípio, pratos que tradicionalmente só seriam pensados para serem acompanhados por drinks feitos com bebidas destiladas, por exemplo, ganham mais vida com a cerveja ao lado. Para a sommelier de cervejas Bia Amorim, o ato de harmonizar é um momento oportuno para trabalhar corpo e mente com elementos externos, para só depois pensar em sabor.

A harmonização pode ocorrer com a união de vários aromas e sabores e não deve ser pensada apenas com bebidas elitizadas, explica a chef de cozinha e dona da Casa de Criações Culinárias, Sabrina Gali. “Harmonização é a junção perfeita, ou pelo menos interessante, entre dois ou mais elementos. No meu caso, um deles é sempre a comida e o outro quase sempre é uma cerveja”, afirma.

A expressão que vem ganhando força nos últimos anos, não deve ser confundida com a utilização da palavra gourmet, que, na verdade, é a profissão de quem aprecia comida e possui paladar refinado, enfatiza Sabrina. “A pessoa se torna gourmet e não haveria como um produto ser chamado assim”, acrescenta Bia.

O Ritual da Harmonização

Degustar, Degustação, harmonizarExistem três formas de trabalhar as harmonizações – por corte, por semelhança e por contraste. De acordo com a sommelier, é possível utilizar mais de uma forma em um único prato, mas a por corte é a mais utilizada. Neste caso, um dos elementos ‘corta’ a ação do outro. A por semelhança, como o próprio nome diz, une comidas e bebidas com características iguais – fruta com fruta, acidez com acidez, doce com doce.

Já a por contraste utiliza elementos distintos, como um queijo gorgonzola (azul) com uma cerveja Stout – cervejas escuras, geralmente com notas de chocolate, café e/ou malte torrado e de pouca carbonatação. “A diferença entre a de contraste e a de corte é que, a primeira você tem sabores distintos, mas que combinam entre si. A segunda opção propõe que uma determinada característica ajude com a outra, por exemplo, a acidez da bebida pode ajudar a reduzir a sensação de gordura da comida”, conta Bia.

De acordo com a sommelier, aroma mais gosto é igual a sabor. Portanto, para fazer uma boa harmonização, é preciso saber identificar cada característica. Uma cerveja como a de trigo pode conter aroma de cravo, banana e azeitona, mas não tem o gosto desses mesmos elementos.

Fonte: G1

Veja Também:

Cervejas Europeias em sua arte e irresistível sabor

Tequila é fitness e pode ajudar a emagrecer segundo estudo americano

Empada de Frango feita com massa na Cerveja

Autor:

Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *